Leitura

Riscar o livro, pode?

Pode e deve, mas não qualquer risco, livros são preciosos e devem ser cuidados, mas lidos à exaustão! Livros devem ter marcas de leituras apaixonadas, post-its de leitores atentos e quem sabe até pontinhas dobradas por leitores desprevenidos.   

Quando lemos algo é importante que nos apropriemos desta leitura. Quanto mais interação com o texto, melhor será a retenção daquelas informações, por isso risque, circule, pinte, marque, destaque, desenhe. Existe um universo de acessórios com essa finalidade e eles estão super em alta. Mas, se você não gosta de riscar seus livros (acredite, sei como você se sente!) ou se eles não são seus tudo bem, os post-its existem para isso!

Além deste contato físico com o texto, é importante que tomemos posse de suas ideias também. O ideal é que pensemos e falemos sobre o que foi lido, de preferência algumas horas depois de concluída a leitura e antes de dormir. Assim enviamos um recado ao nosso cérebro de que aquela informação não é temporária e que deve ser guardada.

Dialogue com o texto, concorde, discorde, traga um elemento novo! O texto se modifica a cada leitura, se torna um pouco mais seu, te traz sensações diferentes. Essa interação faz com que as novas informações, agora permeadas de emoções, possam se conectar com memórias anteriores. Eis aí a receita para transformar novas informações em memórias, a base do processo de aprendizagem!





Dicas práticas:





Quando você iniciar uma leitura tenha em mãos instrumentos para interagir com o texto.

– Para aqueles que desejam apagar as anotações depois ou que não gostam de marcar muito seus livros, lápis ou lapiseira com grafite macio (tipo B) são ideais;

– Post-its de diferentes formatos, tamanhos e cores;

– Canetas de ponta fina e marcadores de texto em diferentes cores;

– Crie um sistema de categorias combinando as cores dos post-its e das diferentes canetas;

– Tenha um local para anotar os insights que a leitura possa te trazer (eles são preciosos!), não espere terminar a leitura para anotá-los;   




Alguns estilos de anotações





Grafite macio, marcações tímidas:

Neste trecho percebemos o destaque do parágrafo com um traço vertical na margem direita e a ênfase em uma frase com um sublinhado simples.   

Eu sou Malala. (Malala Yousafzai e Christina Lamb)




Combinação entre marcador de texto e caneta de ponta fina:

Neste destaque percebemos uma interação com diferentes níveis de importância:

  • Sublinhado, Destacado, Circulado
Eu sou Malala. (Malala Yousafzai e Christina Lamb)





Sistema de categorias em combinação de cores:

Nesta página foi incluído um post-it com uma reflexão sobre a ideia de um paragrafo destacado. Para que este insight seja encontrado facilmente foi utilizado um marcador de página de mesma cor. Ao longo do livro este marcador representa um insight.  

Eu sou Malala. (Malala Yousafzai e Christina Lamb)





Destaques em PDF:

Os leitores de PDF permitem uma interação próxima do que temos no papel. Além de sublinhar e destacar o texto, podemos incluir anotações que podem sem impressas.  

A avaliação como estratégia de ensino. Avaliar processos e resultados. (Norberto Boggino)




Destaques em leitores digitais:

Os leitores digitais apresentam algumas funcionalidades bem interessantes. Dicionários integrados, ao tocar uma palavra automaticamente ele apresenta o seu significado e a possibilidade de destacar trechos do texto e depois exportá-los (perfeito para textos acadêmicos).

Alice no país das maravilhas. (Charles Lutwidge Dodgson)





Leitura com comentários:
Microfísica do Poder (Michel Foucault)  
Resposta à pergunta: O que é o Esclarecimento?  (Immanuel Kant)

Em textos acadêmicos impressos temos mais liberdade de escrever no próprio texto enquanto lemos. As bordas do papel, assim como o verso da folha, podem receber anotações de aula, conexões com outros autores, lembretes e todos os insights possíveis. Mas lembre-se que você precisa entender tudo depois!

Historiadora, mestre em ensino de História e pós-graduanda em Neuropsicopedagogia clínica e Educação Especial e Inclusiva. Mãe de Mariana Flor de 5 anos e Antônia Dara de 1 ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.